PORTAL NIPPO-BRASIL
 
Dúvidas de Sexo

 
 
Parceiros NJ
 

Namoro há um ano e meio e, desde o início, um dos empecilhos foi o cigarro que o acompanha. Brigamos diversas vezes até que ele decidiu parar de fumar. Isto é, parar de fumar feito louco, porque sei que uma vez ou outra ele ainda traga, nos momentos de nervosismo. Já faz um ano que ele está tentando parar e vejo que está sendo muito difícil. Não agüento mais isso, esperar por algo que pode fracassar mais tarde. Há alguns anos parou de fumar do nada, porque não queria mais, mas depois voltou e agora não consegue parar. A minha preocupação é lá na frente, em ter que conviver com o cigarro e voltar a brigar novamente. De tanto brigar por causa do cigarro, estou perdendo o interesse nele. O que devo fazer? Ter paciência e esperar que ele pare? Arriscar-me no futuro? (Kiki)

Kiki, realmente deve ser muito difícil para o não fumante ficar perto de quem fuma. A sua preocupação demonstra o quanto você gosta do seu namorado. Você consegue perceber os malefícios físicos que o vício traz, agora e no futuro, tanto para o fumante como para quem convive com ele.

Além do cheiro que o cigarro deixa nas roupas, no corpo e no ambiente, sua fumaça é cancerígena para quem a traga e também afeta, por tabelinha, quem é fumante passivo. Mas o pior mesmo, para quem está próximo, é sofrer por saber o que o fumante faz consigo mesmo. Antes de correr o risco de se tornar uma pessoa chata por ficar insistindo em que ele pare de fumar, você terá que avaliar o quanto o ama e se está disposta a passar por tudo isso junto com ele.

Pense também no que irá fazer se ele quiser continuar fumando, pois, apesar de o fumante saber dos danos que o cigarro acarreta, ele não consegue parar de fumar facilmente. Ele se torna dependente químico e psíquico da nicotina, o que é semelhante a outras drogas.

Outro ponto importante é diferenciar se ele quer mesmo parar de fumar ou apenas diz que quer. Ele pode não estar disposto a investir toda sua energia para conseguir isso...

Se a decisão dele for, de fato, parar de fumar, talvez seja necessária ajuda médica e mais: ele tem que aprender a suportar a ansiedade e enfrentar as dificuldades que extravasa ou alivia com o uso da nicotina. Por isso, sugerimos que, junto com o tratamento medicamentoso, ele faça também psicoterapia. Assim como em todas as dependências químicas, não existe cura, só o controle. Mesmo após muito tempo sem fumar, se ele pegar um cigarro, o vício voltará e o processo de parar novamente será ainda mais difícil que da primeira vez.

Para ajudá-lo, procure auxiliar na observação daquilo que o faz querer fumar. Converse bastante com ele sobre isso, disponha-se a estar com ele, mesmo que por telefone, quando a vontade de fumar for muito intensa. Lembre-o de que em pouco tempo ela vai embora, desde que ele consiga superar o momento. Cá entre nós, seria muito bom que mais pessoas assumissem sua atitude de querer preservar a saúde tanto sua, quanto dele e, quem sabe, dos filhos que possam vir a ter.


Meu ex-namorado usa drogas, mente pra mim e prefere sair com os amigos. Devo continuar atrás dele?

Brigamos diversas vezes até que ele decidiu parar de fumar. De tanto brigar por causa do cigarro, estou perdendo o interesse nele. O que devo fazer?

Quais são os sintomas na hipótese de se tomar diazepan e álcool?

Vi meu irmão usando drogas. Ele disse que se eu contasse alguma coisa para o meu pai, eu ia me arrepender. O que eu faço?

Minha filha de 15 anos está namorando um rapaz que usa maconha, só que ela não sabe disso. O que posso fazer?

Um amigo está usando maconha. Pediu para eu não contar para niguém. Queria um conselho sobre o que fazer para ajudá-lo?


Descobri que meu irmão está fumando maconha. Ele não usa todos os dias. Diz que só usa nas festas, mas isso nos preocupa muito?

Meu namorado foi internado sem querer. Namoramos há dois anos e não sou usuária. Será que ele não vai mais querer namorar comigo?

Estou em apuros com uma pessoa muito próxima. Ela usava o salário inteiro para sustentar o vício e veio me pedir ajuda para parar! A primeira coisa que fiz foi tirar todas as finanças dela. Não posso contar para ninguém.

Meu pai tem problemas com alcoolismo. Um dia desses, me encontrei com minha namorada, mas escondido. Só que ele descobriu. Como estava bebâdo, ligou para a casa dela e falou um monte de baboseiras.

Sou consumidor assíduo de maconha. Já se vai mais um ano e eu continuo parado no mesmo lugar. Enquanto meus amigos estão terminando o 3°, não consigo me conciliar com a escola e uma vida de estudante comum.

  © Copyright 2001 - 2013 Portal NippoBrasil - Todos os direitos reservados